Já pensou em fazer um seguro de vida?

22 de abril 2019
Já pensou em fazer um seguro de vida?

Muitas pessoas associam o seguro de vida a estar planejando o futuro de seus herdeiros e família. Elas não estão 100% erradas, pois fazer um seguro é sim um planejamento sucessório, mas não é só para isso que o seguro de vida serve.

Fazer um seguro é garantir que caso aconteça algo com você, seus dependentes não ficarão prejudicados. E, em alguns casos, você mesmo é seu dependente, oras!

Se você é uma pessoa jovem, solteira e depende exclusivamente do seu trabalho para se sustentar, já está apta a pensar em um seguro para si, afinal, se acontecer algo e isso impedir que você continue seu trabalho, seja por invalidez ou uma doença grave, seu sustento não seria prejudicado. 

Além de ser uma garantia para você, o seguro de vida pode ser vantajoso para muitos perfis. Veja alguns exemplos:

  • Pessoas que são a principal fonte de renda do lar (casadas ou não);
  • Pessoas com filhos pequenos;
  • Pessoas que ajudam parentes doentes ou deficientes;
  • Pessoas que estão no início de suas carreiras e ainda não possuem um patrimônio grande, mas desejam se precaver;
  • Pessoas que dependem exclusivamente do sustento do próprio trabalho;
  • Pessoas que vão se aposentar em breve e desejam uma vida mais confortável para sua família, mas o patrimônio não permite;
  • Pessoas que pensam em se casar;
  • Pessoas que são donas do próprio negócio e pretendem que os herdeiros deem continuidade;
  • Pessoas que possuem parentes que não são exatamente herdeiros e que desejam ajudar após sua morte, um sobrinho, por exemplo;

Viu? Um seguro de vida pode ser muito mais útil e necessário do que se imagina. É um instrumento essencial para um bom planejamento financeiro e uma forma de deixar você e quem você ama mais tranquilos. Que tal pensar com carinho nessa possibilidade? Fale com um de nossos corretores e agende um bate papo para saber mais.